Loading...
Loading...

segunda-feira, 22 de maio de 2017

Arqueologia



     Por enquanto fica a imagem. Depois a história completamente condizente com a época dos aquedutos romamos. Século I depois de Cristo.

domingo, 21 de maio de 2017

Agradável Surpresa / Crônica do Cotidiano


Agradável Surpresa / Crônica do Cotidiano

     Não que eu creia exageradamente, mas algo intervém e eu chamo essas intervenções inesperadas de Deus.
     Estávamos num grupo de pessoas e havia uma única pessoa que não falava português. Uma senhora de Mumbai, da Índia e ela só falava inglês.
     Comecei a conversar e tivemos uma boa conversa substituindo as palavras que não sabíamos exatamente o significado por similares que possibilitassem o diálogo.
     Conversa vai e conversa vem, ela me conta que é médica.
     Eu toco piano e cuido da casa, conforme não me canso de dizer e contei a ela, propiciando a ela até mesmo evitar de conversar comigo, mas não foi o que aconteceu.
     Ela continuou a conversar e eu perguntei a especialidade dela e ela é oncologista na Índia estando na cidade em turismo após participar de um simpósio - "simposium"para ela.
     Inteligente, perspicaz e observadora.
     Após horas de conversas até mesmo engraçadas porque eu estou resfriada e ela perguntou o que eu comprei na farmácia e eu mostrei a ela o pacote com o antigripal e ela me disse que o resfriado vai-se demorar porque o remédio não contém antialérgico, mas riu-se e disse que não estava aqui para trabalhar e sim para descansar.
     Por fim, ela me mostrou o telefone dela e pediu: Google it.
     É bom para quem lê, saber da possibilidade de uma conversa muito simpática entre médica e não paciente, mas conhecimentos de passeio.
     É o que eu faço agora, digo que tive uma conversa profícua com uma médica oncologista de Bombaim, da Índia.
     TAMBÉM CONVERSAMOS SOBRE JESUS, RÁ, SHIVA, MARIA E SOBRE A FÉ EM DEUS.
     O SER HUMANO, A FÉ, A MEDICINA, O PITORESCO E AS PAISAGENS QUE TIVEMOS.
     Um abraço a todos vocês.
     

sábado, 20 de maio de 2017

Varanda

Varanda

Preciso da varanda,
Nessa minha ciranda;
Deixar-me a bel prazer
Sem saber do sofrer.

Descobrir como se anda,
Fazer o que Deus manda;
Esperar  e viver
Conforme um não querer.

É boa toda quitanda
Onde tudo se arranja
Tendo ela a percorrer;
Ver a rua e me ler.


sexta-feira, 19 de maio de 2017

quinta-feira, 18 de maio de 2017

Conversa com o Espelho


Conversa com o Espelho

     São três espelhos ou quatro espelhos?
     Todos eles resolveram se tornar obras de arte e, as frases que eles me dizem são um absurdo.
     O primeiro deles disse que se eu era brasileira, o filho dela e ela eram de Tonga, numa referência ao atleta que fez sucesso nas Olimpíadas.
     Perto de um grupo de brasileiros o espelho começa a conversar em inglês e diz que eu estou acompanhando um amigo brasileiro para esse grupo de brasileiros?!
     Como assim dizer que os brasileiros não são polidos?
     Fui chamada de mentirosa por dizer que sou brasileira?! Eu que invente outra nacionalidade?!
     Outro espelho me diz que eu sou espiã porque falo em três línguas? Essa terceira eu arranho, mas sou bem compreendida, é o que importa. sem mau humor.
     Numa feira tecnológica tentam me vender um Porsche ou uma Ferrari, ou quem sabe um automóvel. Eu digo que sou brasileira e o vendedor pede desculpas, não teve a intenção de me ofender. Para quem não sabe, conto a novidade em primeira mão: em breve chegarão ao mercado automóveis movidos a três combustíveis: etanol (álcool, gasolina e energia elétrica). Isso mesmo, os novos postos de gasolina oferecerão energia elétrica para abastecer o tanque do carro, como incentivo para a transformação dos veículos em veículos movidos à eletricidade. O petróleo, enquanto combustível está com os dias contados. 
     Outro chega e pergunta se eu quero vender o ingresso e eu respondo na lata: "Compre o seu entrando na fila para comprar ingressos." Desde quando eu sou "Maria Gasolina?"
     Um terceiro espelho me surpreende: salada de lentilhas, pimentão, alface, azeitonas e atum de entrada, um filé de merluza acompanhado por legumes ralados e espinafre e, de quebra um profiterole mais os refrigerantes grátis por, pasmem: quarenta reais. Se eu quisesse vinho, o preço seria o mesmo, mas eu não bebo, gosto do meu estado de espírito com essa lucidez que perturba.
     Quando ouvi um casal que quer comprar um apartamento com duas "jacuzzi", fui ao supermercado. Jacuzzi é algo que só vendo para saber o que é. Este sim, o supermercado, é um espelho que se parece comigo.
     Um espelho endoideceu de vez e tentou conversar em alemão com o meu irmão. Três vezes. Ele disse que não fala alemão em alemão e começaram a rir dele.
     E ele a rir de mim, o meu amigo brasileiro.
     Ainda bem que existe supermercado para deixar a cabeça da gente em ordem. 
      
     

quarta-feira, 17 de maio de 2017

Mulher-Anjo

Mulher-Anjo

Essa especial entrada
Que não se pode entrar;
É a proteção velada
Pois há um anjo a cuidar,

Não pode ser falada,
Pode-se especular;
Verdade é segredada
Ninguém a vai negar;

Mas, se fica à essa entrada,
Que é perpendicular;
Toda mulher é alada,
Um anjo a se guardar.

Cova dos Leões


Cova dos Leões

Passeio por Roma antiga
Numa corrida com biga;
Numa cena imaginária
Nenhuma leoa é necessária.

Cavaleiro e sua amiga
Discordam sobre essa ambígua
Situação, César e vária,
Sobre a energia e a secundária;

O país é assunto de esquina,
Falam de Roma à barriga;
Não se responde sobre a ária
Nessa sua ópera diária.